8 de setembro de 2008

Wrestling (espécie de comentário)

Numa espécie de comentário extendido do post anterior, queria acrescentar que vi ainda hoje numa comédia da Fox, um pai que, temendo que o seu filho fosse gay, achou por bem pegar no comando da Tv e mudar da telenovela para o canal de wrestling. O meu pensamento foi "não há coisa mais rabicha do que um homem ver outros dois à 'pancadaria' " (se é que aquilo se possa chamar algum dia de pancadaria visto ser tudo encenado de uma forma ridiculamente óbvia). O grande (e falso) argumento é o de que pancadaria é sinal de poder e superioridade, macho é poderoso e superior, portanto macho tem de gostar de pancadaria. Nunca vi pensamento mais fraco e minimalista do que este. Só que a realidade é que os que têm dúvidas da sua sexualidade têm uma tendência absoluta para se afirmar, sendo que a forma mais fácil de se obter a tal sensação de poder e superioridade é recorrer à violência. Anyways, o wrestling é gay, as telenovelas, pelo contrário, não são nada gays. E o puto de quem se dizia gay era mais esperto que o pai machista, pois enquanto este último se excitava a ver dois tipos de "cuecas", como bem dizia o Hugo, o seu rico filho andava a marcar as actrizes "lindas e boas". E é isso. Se hoje em dia dizem que o mundo está para acabar por causa dos gays e da natural falta de descendência da sua relação então é porque hoje em dia se anda a ver demasiado wrestling e a ler muitas FHM's (que, como já dizia o grande Ricardo Araújo Pereira, "é a revista mais rabicha que existe. Onde é que já se viu homens a publicar uma revista para agradar outros homens? E um homem que quer 'agradar' outro homem o que é? RABICHA. Homem que é homem lê "Maria" e "Ana", assim põe-se a par dos problemas das mulheres, dos temas por elas abordados e facilita o engate!")
Portanto, homens e filhos do presente e do futuro, não vejam muito wrestling e sejam felizes sem violência. A vossa preferência sexual não se define pela vossa capacidade de oferecer um olho negro ou um maxilar partido aos outros homens (ou mulheres, mas esse tipo de violência é outro assunto).

"Everybody lives but not all do exactly live"

Cathy*

2 comentários:

Hugo Ferreira disse...

axo k o wrestling sozinho dava assunto para um blog inteiro!

pollicino disse...

I have visited your blog.Do You want visit the my blogs for an exchange visit?Grazie.
http://internapoli-city.blogspot.com/